Área restrita



Quem está online

Nós temos 14 visitantes online
As grandes leis universais PDF Imprimir E-mail
AS GRANDES LEIS UNIVERSAIS
Que o universo é regido por leis universais me parece óbvio. Agora, quantas, quais são e como funcionam essas leis é o xis da questão.
Posso afirmar que nessas leis está presente a vontade suprema de Deus, criador do universo e de tudo o que existe. Essas leis são os fundamentos da criação e estabelecem o fluxo da vida em todo o cosmos.
As leis naturais orientam todo o universo e conhecê-las ou procurar conhecê-las é parte da busca incessante que devemos fazer todos os que procuramos evoluir de forma consciente.
As leis universais são os pilares da criação e regulam os movimentos e atividades tanto da vida humana quanto de todo o cosmos. Elas indicam o caminho a seguir, visando o nosso aperfeiçoamento e evolução. Cumprem esse supremo objetivo porque nelas está plasmada a vontade do Criador, que estabelece a evolução integral e permanente do homem. Para que possamos alcançar a evolução é imprescindível termos consciência dessas leis.
Toda a criação é governada por leis, e os princípios que operam no mundo físico estudados pela ciência são as leis naturais. Por outro lado, desde sempre todas as sabedorias e conhecimentos espirituais revelaram leis sutis, que dizem respeito ao plano espiritual e à dimensão da consciência. De acordo com essa sabedoria, a verdadeira natureza da matéria está contida nestas leis energéticas. Conhecê-las e praticá-las deve ser o objetivo de todos que vivem de forma consciente.
As leis mais conhecidas são a lei do amor, a lei da evolução, a lei da atração, a lei do trabalho e a lei da prosperidade. Essas leis foram criadas por uma inteligência suprema, Deus, e tem o caráter da impessoalidade, da permanência, e da universalidade, ou seja, dirigem-se a tudo e a todos. Foram criadas para o equilíbrio, evolução e harmonia do todo.
A lei do amor é a mais elementar de todas as leis porque engloba todas as outras. Esta é a lei a que se referia Jesus quando dizia que: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”.
A lei da evolução é a que determina o caminho que cada um vai trilhar para alcançar a iluminação, aplicando os princípios da lei da atração com os postulados da ação e reação.
A lei do trabalho é a que rege o processo organizacional. Todos devemos trabalhar eternamente. Não há descanso. A imagem que se criou de que vai chegar um momento em que ficaremos no eterno laissez-faire é falsa, o dolce far niente também. O trabalho é o meio pelo qual desenvolvemos nossa inteligência e nossa criatividade. Permanentemente.
A lei da prosperidade se manifesta em todas as atividades. A prosperidade é uma energia e um estado de espírito. “Não é o que possuímos, mas o que gozamos que constitui nossa abundância”. Provérbio árabe.
Esta lei opera por intermédio da prática do ato de doar. Para receber é preciso primeiro dar. Como nos ensinou Jesus em Lucas 6:38 –“Dai, e vos será dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo”.
A maioria das pessoas está voltada apenas para receber, dedicando suas vidas ao acúmulo de bens, muitas vezes comprometendo a própria saúde para deixar riqueza para seus herdeiros – o que, ao contrário, causa discórdia, briga e acaba dissolvendo a família porque o ter se sobrepõe ao ser.
O ato de doar também não pode ser mecânico, automático e com o objetivo de obter recompensa. A doação, para ser benéfica, exige desapego, compreensão e altruísmo, porque do contrário será um ato premeditado com vistas ao próprio interesse.
As leis operam de forma impessoal. Não dá para tentar enganar aos Mestres da Ordem Maior que operam essas leis.
Heitor Rodrigues Freire – Corretor de imóveis e advogado.

Que o universo é regido por leis universais me parece óbvio. Agora, quantas, quais são e como funcionam essas leis é o xis da questão.Posso afirmar que nessas leis está presente a vontade suprema de Deus, criador do universo e de tudo o que existe.

Essas leis são os fundamentos da criação e estabelecem o fluxo da vida em todo o cosmos.As leis naturais orientam todo o universo e conhecê-las ou procurar conhecê-las é parte da busca incessante que devemos fazer todos os que procuramos evoluir de forma consciente.

As leis universais são os pilares da criação e regulam os movimentos e atividades tanto da vida humana quanto de todo o cosmos. Elas indicam o caminho a seguir, visando o nosso aperfeiçoamento e evolução. Cumprem esse supremo objetivo porque nelas está plasmada a vontade do Criador, que estabelece a evolução integral e permanente do homem. Para que possamos alcançar a evolução é imprescindível termos consciência dessas leis.

Toda a criação é governada por leis, e os princípios que operam no mundo físico estudados pela ciência são as leis naturais. Por outro lado, desde sempre todas as sabedorias e conhecimentos espirituais revelaram leis sutis, que dizem respeito ao plano espiritual e à dimensão da consciência. De acordo com essa sabedoria, a verdadeira natureza da matéria está contida nestas leis energéticas. Conhecê-las e praticá-las deve ser o objetivo de todos que vivem de forma consciente.

As leis mais conhecidas são a lei do amor, a lei da evolução, a lei da atração, a lei do trabalho e a lei da prosperidade. Essas leis foram criadas por uma inteligência suprema, Deus, e tem o caráter da impessoalidade, da permanência, e da universalidade, ou seja, dirigem-se a tudo e a todos. Foram criadas para o equilíbrio, evolução e harmonia do todo.

A lei do amor é a mais elementar de todas as leis porque engloba todas as outras. Esta é a lei a que se referia Jesus quando dizia que: “Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”. 

A lei da evolução é a que determina o caminho que cada um vai trilhar para alcançar a iluminação, aplicando os princípios da lei da atração com os postulados da ação e reação.

A lei do trabalho é a que rege o processo organizacional. Todos devemos trabalhar eternamente. Não há descanso. A imagem que se criou de que vai chegar um momento em que ficaremos no eterno laissez-faire é falsa, o dolce far niente também. O trabalho é o meio pelo qual desenvolvemos nossa inteligência e nossa criatividade. Permanentemente.

A lei da prosperidade se manifesta em todas as atividades. A prosperidade é uma energia e um estado de espírito. “Não é o que possuímos, mas o que gozamos que constitui nossa abundância”. Provérbio árabe.

Esta lei opera por intermédio da prática do ato de doar. Para receber é preciso primeiro dar. Como nos ensinou Jesus em Lucas 6:38 –“Dai, e vos será dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo”. A maioria das pessoas está voltada apenas para receber, dedicando suas vidas ao acúmulo de bens, muitas vezes comprometendo a própria saúde para deixar riqueza para seus herdeiros – o que, ao contrário, causa discórdia, briga e acaba dissolvendo a família porque o ter se sobrepõe ao ser.

O ato de doar também não pode ser mecânico, automático e com o objetivo de obter recompensa. A doação, para ser benéfica, exige desapego, compreensão e altruísmo, porque do contrário será um ato premeditado com vistas ao próprio interesse.

As leis operam de forma impessoal. Não dá para tentar enganar aos Mestres da Ordem Maior que operam essas leis.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Redes sociais

Facebook 
Hjemmeside Wildberry Telefoni Internet